×
Cobrança

STF e STJ cobram harmonia entre Poderes na abertura de 2022

As duas Cortes iniciaram o Ano Judiciário nesta terça. Discursos dos presidentes do STF e do STJ enalteceram a democracia como pilar do país

Fachada STJ
Divulgação

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, abriu o Ano Judiciário de 2022 com discurso similar ao do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. O magistrado manteve o tom do STF, com o clamor para que a sociedade respeite a harmonia entre os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.

O ministro abriu os trabalhos deste ano às 14h30, em sessão da Corte Especial, no formato híbrido – presencial e por videoconferência.

“Com entusiasmo, damos início à abertura do semestre forense. Renovamos a confiança em um ano de paz, produtividade, qualidade e trabalho efetivo, em favor da cidadania. Trabalho pelo avanço da democracia e harmonia para fortalecimento dos Poderes”, afirmou Martins.

O ministro lembrou dos desafios em mais um ano de pandemia de Covid-19 e pediu para que, de mãos dadas, os “cidadãos construam um Judiciário mais forte”.

Mais cedo, às 10h30, o Supremo Tribunal Federal (STF) abriu o Ano Judiciário, sem a participação do presidente Jair Bolsonaro (PL) e com forte discurso do presidente da Corte, Luiz Fux, sobre democracia. Fux ressaltou que 2022 será um ano com muitos desafios e com eleições gerais, e enfatizou que todos os brasileiros devem buscar o bem da nação.

“A democracia não comporta disputas baseadas no ‘nós contra eles’. Todos os brasileiros devem buscar o bem da nação. Entre lutas e barricadas, vivemos um Brasil democrático”, assinalou Fux.

*Com informações do Metrópoles

Leia mais:

STF define regra para reembolso de hospitais particulares por estados

OAB Nacional elegerá novo presidente nesta segunda-feira (31/1)

STJ mantém decisão e proíbe reajuste da tarifa de água em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.