×
Azulzinha

É jovem e usa Viagra? Descubra os riscos à saúde

Medicamento recomendado para facilitar a ereção tem sido utilizado excessivamente por jovens

MANAUS (AM) – Criado para tratar pessoas que sofrem de disfunção erétil – recorrente entre todas as idades, especialmente entre os mais velhos, o Viagra é um medicamento indicado para facilitar a ereção. Entretanto, nos últimos anos, os jovens passaram a utilizar, sem recomendação médica, indiscriminadamente o remédio, o que tem preocupado as autoridades de saúde. 

Segundo o urologistas Sérgio Levy, não há justificativa para jovens que não possuem nenhum problema de disfunção erétil consumirem o medicamento. Para ele, o uso da Viagra entre esse público está ligado a fatores emocionais.  

“Se a pessoa for saudável e tomar o medicamento, não surtirá efeito algum. O efeito que o Viagra faria no corpo seria semelhante ao de ingerir copo de água, ou seja, nenhum. Quanto mais jovem for o paciente com disfunção erétil, maior a chance de ser causada por fatores emocionais e autoestima”, explica o urologista Sérgio Levy.

De acordo com o cardiologista Bernardo Medeiros, os principais riscos à saúde para os jovens ocorrem quando há a mistura do medicamento com outras drogas, como as bebidas alcoólicas.

Os efeitos da Viagra ao coração em doses normais são muito pequenos, o problema é quando há o uso abusivo e recreativo, inclusive por parte de jovens que nem teriam indicação para usar a medicação, e geralmente o fazem associados a outras drogas, como bebidas alcoólicas, podendo acarretar em uma série de efeitos colaterais, como dor no peito, falta de ar, pressão baixa, dentre outros, explica o cardiologista

Bernardo ressalta que os indivíduos cardiopatas não possuem contraindicações, mas precisam ser avaliados por um cardiologista, que deverá prescrever a melhor dose efetiva para cada paciente, visando minimizar os efeitos colaterais e evitar uma interação medicamentosa entre o Viagra e remédios cardiológicos. 

Embora haja a necessidade de uma prescrição médica, a venda do Viagra não tem fiscalização, facilitando assim, a compra de pessoas que não precisam ser medicadas. Durante reportagem realizada no início do mês, a equipe de reportagem do EM TEMPO flagrou vendedores ambulantes comercializando clandestinamente remédios, entre eles a Viagra, pelas ruas do Centro de Manaus. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.