×
Organização criminosa

Funcionários são presos por fraude em posto de gasolina em Manaus

As prisões foram realizadas ao longo de quarta-feira (2) e quinta-feira (3)

Manaus (AM) – Quatro funcionários de um posto de gasolina foram presos por uma fraude milionário no estabelecimento, localizado no bairro Lago Azul, zona Norte de Manaus. As prisões foram realizadas ao longo de quarta-feira (2) e quinta-feira (3).

De acordo com o delegado Leonardo Marinho, titular do 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP), os suspeitos foram identificados como Darlison Gomes da Silva, 27; Jabes Hissinir Amorim Pinheiro, 26; Maurício dos Santos Brandao, 40; e Matheus da Silva e Silva, 22.

Segundo a autoridade policial, eles eram funcionários do estabelecimento, e na prática do delito, faziam uma “cruzeta”, ocasião em que vendiam combustível na máquina de cartão para os consumidores, reimprimiam o comprovante fiscal de outra venda, gerando duplicidade, e subtraíram dinheiro do caixa, tomando posse da quantia, avaliada em R$ 300 mil e R$ 450 mil.

Leonardo explicou, ainda, que, a ação delituosa estava ocorrendo há cinco meses e, além do quarteto, contava com a participação de outros dois funcionários do local. Foi constatado que o valor retirado do caixa era em torno de R$ 700 mil por dia.

Ação policial

Darlison, Jabes, Maurício e Matheus foram presos, em flagrante, entre às 18h30 de quarta-feira e 6h de quinta-feira, em partes distintas da zona norte de capital. 

Apreensão

Com os criminosos, foi apreendido R$ 20 mil, três motocicletas, um carro, além de três aparelhos celulares.

Procedimentos

O quarteto vai responder por associação criminosa, furto qualificado mediante abuso de confiança e fraude e ficará à disposição do Poder Judiciário.

Leia mais:

“Celso”, morto próximo à Ufam, pode ter sido confundido, diz polícia

Homem é resgatado antes de ser esquartejado em ‘Tribunal do Crime’ em Manaus

Polícia Civil do Amazonas prende indivíduo pelo feminicídio da ex-namorada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.