×
Gasolina

Vídeo de gasolina a quase R$ 9,00 viraliza em Manaus e sindicato responde

Vídeo que viralizou na noite desta terça-feira (8) não passou de um mal entendido. Placas de posto estavam sendo modificadas

Manaus (AM) – Vídeos que circularam nas redes sociais acabaram causando pânico na população, na noite desta terça-feira (8). Em uma das filmagens, um motociclista mostra os painéis de um posto de gasolina cobrando o valor de R$ 8,92 pelo litro da gasolina. O registro aconteceu na Zona Oeste de Manaus, nas proximidades do Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz.

Nas imagens, o indivíduo se mostra admirado e diz que “confirma” o que outros colegas estariam falando sobre a situação. “É verdade, mesmo”, desabafou.

Já na manhã desta quarta-feira (9), os preços nas placas do posto apontavam o valor da gasolina a R$ 6,52. A reportagem do Em Tempo entrou em contato com o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Amazonas (Sindcombustíveis) para saber se, realmente, o estabelecimento cobrou o referido valor ou se isso representaria uma possível alta de preços.

Vídeo não condizia com preços comercializados pelo posto. Foto: Reprodução

Por meio de nota, o sindicato afirmou que a informação contida no vídeo não procede e que o vídeo foi gravado em um momento em que a placa com o valor da gasolina estava sendo consertada.

“O Sindicato não interfere nos preços dos combustíveis e na administração dos postos. Porém, foi verificar tal informação e constatou que o vídeo foi gravado no momento em que estava havendo a colocação de adesivos na placa. Em nenhum momento o valor comercializado foi o do vídeo. Inclusive, no próprio vídeo, é possível ver o preço real no total, e não na placa adesiva em que estava havendo a mudança. Infelizmente, algumas pessoas se aproveitam de determinado momento para polemizar o tema. Apesar de não tratar de preço, o sindicato apurou tal situação”, finalizou.

Preço atual ainda causa indignação

Mesmo assim, o susto deixou muitos manauaras revoltados. Morador do bairro Tarumã, ainda na Zona Oeste da capital, Francisco Campos, aposentado de 70 anos, se mostrou indignado. “Não aguentamos mais. Não aguentamos mais, pelo amor de Deus, sermos feito de palhaços. Alguém tem que dar um jeito nisso, resolver isso. Mesmo com esse susto, ficamos já imaginando que esse ‘troço’ vai aumentar de novo. Agora, meu irmão, eu ando de ônibus. O carro não sai mais”, declarou.

A estudante Mara Aguiar também mora no Tarumã, na comunidade Campos Sales e disse que ganhou um carro dos pais, recentemente, em seu aniversário de 18 anos. O veículo serve para facilitar sua ida à faculdade, no Centro de Manaus. Porém, com os aumentos constantes nos preços dos combustíveis, o carro está na garagem.

“Andei uma semana, mas nós não aguentamos. R$ 20,00 não é nada! Você vai na esquina, volta e está pregando. Decidi que o carro fica na garagem, por enquanto. Não vou fazer meu pai e mãe terem esse gasto. Já basta que bancam meus estudos e não trabalho. É uma questão de consciência. Vou continuar de ônibus, pelo menos messe ano”, comentou Mara.

Glauco Rocha, de 45 anos, é comerciante e mora no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus. Ele disse ter assistido ao vídeo e sentido muita indignação. “Trabalho vendendo frutas e tenho que fazer o transporte de cargas. Com pandemia, com tudo, os caras não têm nenhum respeito por nós. Não estou falando desse susto que estava no vídeo não. Mas de pagar acima de R$ 6,50 no litro de gasolina. O que é isso? O que é isso?”, desabafou o comerciante.

Leia mais:

Álcool ou gasolina: qual a melhor opção para o carro flex?

Funcionários são presos por fraude em posto de gasolina em Manaus

Novo Honda Accord híbrido chega ao Brasil no segundo semestre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.