×
Economia

Dólar fecha estável, mas acumula quinta semana de queda

Tensões globais reduzem alta da bolsa de valores

A cotação chegou a cair para R$ 5,18 várias vezes ao longo do dia (Foto: REUTERS/Marcos Brindicci)

Em um dia marcado por tensões externas, o dólar fechou estável após operar em baixa durante quase toda a sessão, mas acumulou a quinta semana consecutiva de queda. O mesmo ocorreu com a bolsa, que chegou a subir mais de 1%, mas fechou próxima da estabilidade.

O dólar comercial encerrou na sexta-feira (11) vendido a R$ 5,242, com leve alta de 0,01%. A cotação chegou a cair para R$ 5,18 várias vezes ao longo do dia, mas a queda perdeu força com as tensões em torno do conflito entre Rússia e Ucrânia.

Apesar do desempenho de hoje, a moeda americana encerrou a semana com recuo de 1,5%. Em 2022, a divisa acumula queda de 5,98%.

O mercado de ações teve um dia parecido. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 113.572 pontos, com alta de 0,18%. O indicador chegou a subir 1,35% até o meio da tarde, influenciado por ações de bancos e de empresas ligadas a commodities (bens primários com cotação internacional). No entanto, passou a ser influenciado pelas bolsas norte-americanas, que caíram com a instabilidade geopolítica entre Rússia e Ucrânia.

A bolsa fechou a semana com alta de 1,18%. No ano, o Ibovespa sobe 8,35%.

O clima virou no meio da tarde, após o conselheiro nacional de segurança dos Estados Unidos, Jake Sullivan, afirmar que a invasão da Ucrânia por tropas russas é iminente. A declaração criou um movimento de compra de títulos do Tesouro norte-americano, considerados os investimentos mais seguros do planeta. A cotação internacional do petróleo subiu quase 4%.

*Com informações da Reuters

Leia Mais:

Inflação atingiu pico em setembro, diz presidente do Banco Central

Pagamento do Auxílio Estadual injeta R$ 45 milhões por mês na economia do AM

Resultado final do concurso público da Manaus Previdência é divulgado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.