×
EDUCAÇÃO

Estudantes do AM fazem 860 pontos na redação do Enem 2021

As estudantes são do município de Boca do Acre

Os livros deram a base de estudo para as estudantes durante a pandemia da Covid-19.

Manaus (AM) – As estudantes Lívia Nogueira e Sâmia Alves, da Escola Estadual Coronel José Assunção, no município de Boca do Acre (a 1.028 quilômetros de Manaus), alcançaram 860 pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021.

As duas se prepararam para a avaliação com o material do projeto “Acerta+Enem”, disponibilizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Desporto.

O material é voltado ao auxílio e preparação para a prova nacional, com exercícios e conteúdos especializados.

Os livros deram a base de estudo para as estudantes durante a pandemia da Covid-19. Elas também foram assistidas pelos professores e pais na preparação para o Enem, realizado em novembro do ano passado.

Lívia conta que sempre sonhou em cursar Enfermagem em uma universidade pública. Com os conteúdos abordados nos livros do “Acerta+Enem”, os materiais indicados pelos professores da escola e o cronograma de estudos que desenvolveu, ela obteve uma nota satisfatória para concorrer ao curso.

Meu objetivo é conseguir entrar na universidade de Enfermagem, então eu me preparei para isso. Criei um cronograma de estudos com as aulas, exercícios e o treino da redação, sempre com a ajuda dos meus pais e professores, mesmo durante a pandemia”, conta a estudante.

O tema da redação do Enem de 2021 foi “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”.

Sâmia relata que ficou feliz por alcançar 860 pontos na redação, e também destacou o apoio dos pais para se preparar para o exame.

Sem eles eu não teria conseguido ter esse desempenho. Eles sempre me motivaram a estudar e me ajudaram durante a pandemia nos estudos, a focar no que precisava e conseguir realizar meu sonho de entrar na área da saúde”, diz Sâmia Alves.

Preparação

A professora de Língua Portuguesa da escola, Andreia Gastino, conta que o uso dos livros didáticos disponibilizados pela Secretaria de Educação especificamente para o público que está se preparando para o Enem trouxe uma base ainda melhor e auxiliou no desenvolvimento dos estudantes, que tiveram um conteúdo extra para estudar e organizar as informações para os dois dias de exame.

Todos os professores apoiaram o uso do material, e com isso foi possível trabalhar e desenvolver com os estudantes o máximo deles. Em redação, por exemplo, nós trabalhamos os temas para que eles se sentissem mais familiarizados com tudo e se saíssem o melhor possível na prova”, reforça a docente.

*Agência Amazonas

Leia mais:

Mulheres e meninas serão foco de ações de estímulo no setor científico

Ufam não irá aderir ao Sisu para ingresso de novos alunos

David Almeida abre ano letivo para mais de 220 mil alunos em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.