×
Apoio

Campanha de Rozenha e Eufrásio para a FAF recebe apoio de clubes profissionais do AM

Rozenha disse que a nova administração pretende dar atenção especial aos clubes filiados

Manaus (AM)- Em reunião na noite da última terça-feira (15), a campanha de Ednaílson Rozenha e Eufrásio Assis para as eleições que vão apontar o novo comando da Federação Amazonense de Futebol (FAF) recebeu o apoio de dirigentes e representantes de clubes profissionais da capital e interior do estado.

Rozenha disse que a nova administração pretende dar atenção especial aos clubes filiados que disputam as competições oficiais da entidade, das categorias de base ao profissional.

A mudança da sede da Avenida Constantino Nery está nos planos, assim como a profissionalização de todos os departamentos da entidade.

“Eu acho que chegou a hora de a gente ajudar de verdade, não só com palavras”, disse Rozenha, candidato à presidência da FAF.

Conhecido pelo suporte que sempre deu ao esporte amador nas mais diferentes modalidades, Rozenha definiu, para os dirigentes dos clubes presentes e imprensa, o perfil que sonha para o novo quadriênio do futebol amazonense.

Ele acredita que é possível trabalhar, em parceria com as ligas municipais, a valorização do futebol do interior e a consequência disso será a revelação de talentos para os clubes profissionais.  

“Queremos que a federação se comporte como amiga, apoiadora e mantenedora e fiel depositária de todos esses clubes que precisam de apoio. Vamos fazer uma revolução técnica na federação. Vamos criar um corpo técnico para termos num médio tempo um futebol muito mais pujante, com muita credibilidade. A federação carece de credibilidade e talvez a credibilidade seja o produto mais em falta hoje na federação”, concluiu Rozenha.

Estiveram no encontro promovido pela chapa “A mudança vai chegar” presidentes, vice-presidentes e representantes do Rio Negro, Princesa do Solimões, Clipper, JC de Itacoatiara, CDC Manicoré, Penarol de Itacoatiara, Fast, Manauara, Tarumã, São Raimundo, e Amazonas FC.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJD-AM) também se fez presente institucionalmente. O Nacional, mesmo não representado no ato, reassumiu o compromisso com a chapa da mudança.

Palavra dos clubes

O diretor de futebol do Princesa do Solimões, empresário Raphael Maddy, disse que a mudança é necessária para oxigenar e dar nova vida à entidade máxima do futebol local. Para ele, é preciso consideração com quem ainda acredita e investe no esporte.

“A mudança já chegou. O futebol pede respeito e consideração. Os clubes e dirigentes mudam, mas a direção permanece a mesma. Hoje sinto um novo momento”, declarou Maddy.

O centenário Atlético Rio Negro Clube também manifestou apoio irrestrito à chapa “A mudança vai chegar”. Em sua fala, o presidente Jefferson Oliveira disse acreditar na volta dos torcedores aos estádios, como acontecia nos anos 80 e 90.

“A mudança começa pela FAF, pelo incentivo aos clubes. Precisamos mostrar a garotada para o mundo, formar ídolos. Precisamos recriar nossa identidade. Confiamos em vocês, Rozenha e Eufrásio. Vocês têm a capacidade de mudar a forma de dirigir e transformar o nosso futebol”, afirmou Oliveira.

De acordo com o Estatuto da FAF, as eleições devem acontecer 10 meses antes do término das gestões, ou seja, a data prevista para as eleições seria entre o fim de fevereiro e início de março.

Além da chapa de oposição, também já foram lançados os nomes do grupo da situação: Luis Mitoso, presidente de honra do Manaus FC, e Pedro Augusto Oliveira, vice-presidente na administração de Dissica Valério Tomaz, e ocupando provisoriamente o comando da entidade.

Fotos: Miguel Almeida

*Com informações da assessoria

Leia mais:

Arena da Amazônia será atrativo turístico com visita guiada em Manaus

Lutador do AM é convocado para a Seleção Brasileira de Wrestling

Manaus encara o Penarol em Iracoatiara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.