×
Lançamento

Fredd Lima realiza experimentos urbanos em novo videoclipe

Fredd Lima, em parceria com artista mineiro, lança o projeto audiovisual “Eu Desisti” no próximo mês

Manaus (AM)- A rua, o caos e o movimento marcam presença no novo projeto audiovisual do cantor, ator, compositor e produtor Fredd Lima. Fruto da primeira parceria com o poeta, performer, artesão e fotógrafo mineiro Inácio Cabral, a obra “Eu Decidi” está prevista para ser lançada no início do próximo mês.

Autor de projetos audiovisuais que sempre trazem como inspiração o tropicalismo (movimento cultural brasileiro que sacudiu o ambiente da música popular entre 1967 e 1968), como nos clipes das faixas “Minhas regras, meu corpo” e “Tesão Caetano”, Fredd explica que a nova obra traz um “estado de poesia e rebeldia”.

Na minha estética, o movimento tropicália é muito presente. E a música ‘Eu Decidi’ [cujo trecho já foi solto em setembro de 2021 no Instagram de Fredd] já começa causando uma certa tensão, com referências eletrônicas e afro. Ela fala sobre libertação. Como compositor, ator e produtor das minhas próprias obras, eu acredito que esse é o momento de começar a falar o que é preciso e de expor o grito da nossa alma. É o momento de arriscar e de escrever a nova história da cultura popular brasileira

Feito de forma independente, o novo trabalho musical é produzido por Yuri Benech e Rodrigo Cavalcanti, dois agitadores da cultura carioca que têm auxiliado o artista amazonense em sua residência na Cidade Maravilhosa – local que se tornou seu novo lar há três anos.

Corpos em risco

O olhar sobre a rua e o movimento trouxe muitas inquietações ao processo criativo de Fredd. O videoclipe de “Eu decidi” é resultado de intervenções artísticas produzidas em uma rua de intenso movimento na capital do estado homônimo. Tanto ele quanto Inácio colocaram seus corpos em risco para dar luz ao caos.

A rua é um lugar de protesto e o palco do artista independente. Eu e Inácio passamos a experimentar coisas na rua, a partir das nossas reflexões sobre o caos que há dentro de nós e com roupas não cotidianas. Foi uma experiência bastante interessante sobre pensar no caos. Quando esse caos acontecia, notamos que havia uma certa preocupação, um cuidado por parte dos motoristas

Por sinal, foi na rua que o encontro de Fredd e Inácio aconteceu. Em sintonia com o amazonense, o multiartista mineiro afirma que foi bastante especial e natural a forma como eles se ‘toparam’, já rendendo frutos em suas carreiras.

“A gente tem uma visão bem parecida. Ele me ensina muito e eu ensino muito a ele. No dia do nosso encontro, nós começamos a dançar no meio da rua, a nos expressar por meio dos movimentos”, detalha.

Inácio espera que o projeto ocorra da forma mais natural e fluida e faça as pessoas refletirem.

*Com informações da assessoria

Leia mais:

“Som de Adoradores” reúne músicos cristãos neste sábado (19)

Banda Tariri ganha homenagem no Amazonas

Maria Gadú comenta valorização do cancioneiro no país

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.