×
buscas

Homem que sofreu descarga elétrica na Manaus Moderna e caiu no Rio Negro segue desaparecido

A família acionou o Corpo de Bombeiros, que compareceu ao local, mas não realizaram as buscas afundo, alegando que não havia uma roupa de mergulho adequada, pela profundidade de 40 metros

Manaus (AM) – Desde que caiu nas águas do Rio Negro, na tarde deste sábado (19), após receber uma forte descarga elétrica no terminal de embarcação de cargas quando foi buscar uma encomenda em um barco, no Porto de Manaus, Centro, Erivelton dos Santos, de 28 anos, continua desaparecido.

A família acionou o Corpo de Bombeiros, que compareceu ao local, mas não realizaram as buscas afundo, alegando que não havia uma roupa de mergulho adequada, pela profundidade de 40 metros.

Os familiares seguem desesperados para localizar o corpo do homem, neste domingo (20), e esperam socorro das autoridades.

Em nota divulgada a imprensa, a corporação informa que seguiu os protocolos de segurança internacionais.

“Os mergulhadores bombeiros mediram a profundidade e verificaram que era superior a 40 metros… O solicitante senhor Aldo foi orientado a ligar 193 novamente caso alguém visse o corpo da vítima. O primo da vítima, sr. Jeovan dos Santos Antunes, também foi orientado sobre os protocolos de busca. Devido às legislações internacionais bem como às normas da marinha brasileira, os mergulhadores realizaram apenas busca superficial. Um novo registro será realizado caso o Cobom receba nova ligação’, diz o documento.

Entenda

Erivelton dos Santos estava na balsa para buscar uma encomenda que havia chegado do Pará, quando encostou em uma fiação, nas proximidades de uma embarcação, por volta das 12h, neste sábado e sofreu uma forte descarga elétrica.

Após o acidente, o homem caiu desacordado nas águas escuras do Rio Negro e, até o momento, segue desaparecido.

Edição: Lucas Henrique

Leia mais:

Número de desaparecidos em Petrópolis sobe para 218

Veja vídeos das buscas pelos caçadores desaparecidos no Amazonas

Jovem desaparece após sair de casa na Alvorada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.