×
Projeto cultural

Projeto Casa em Cena apresenta relação de artistas do Norte por meio do rio

Em 2021, o projeto oportunizou ao público do país o acesso a espetáculos criados e produzidos em Porto Velho

O projeto Casa em Cena está de volta e em novo formato. Iniciado no início da pandemia, em meio às incertezas que rondavam aquele momento, as lives no Instagram se propunham a conectar convidados e espectadores de todo o país em conversas sobre teatro, leituras dramatizadas, poesia e discussões sobre as grandes festividades da Região Norte, tão impactadas naquele momento.

O projeto cresceu e em março estreia sua terceira edição, sendo a segunda contemplada pela Lei Aldir Blanc.

No ano passado, já com lives transmitidas pelo YouTube, o projeto oportunizou ao público do país inteiro o acesso a três espetáculos criados e produzidos por grupos teatrais de Porto Velho: Lete, de Rodrigo Vrech, com montagem da Cia Beradera de Teatro; As Nove Luas, de Fabiano Barros, com montagem da Cia Fiasco; e Frei Molambo, de Lourdes Ramalho, com montagem do Grupo Raízes do Porto.

Nesta edição, o Casa em Cena lança Um Olhar sobre a Cidade e recebe como convidados o poeta Elizeu Braga e a fotógrafa Marcela Bomfim em conversas que serão transmitidas gratuitamente pelo Youtube (https://www.youtube.com/c/JuraciJunior).

“A proposta é apresentar uma Porto Velho plural, de um povo acolhedor, alegre e que tem no sorriso um abraço, um desejo de boas-vindas, unindo fotos do cotidiano e poesias sobre como a cidade atravessa os convidados”, detalha Juraci Júnior, idealizador do projeto e que assina a direção criativa e a apresentação.

O cenário intimista, montado em um palco, traz fotos de Luiz Brito, Marcela Bonfim e Juraci Júnior, ilustram bem o olhar de cada um para diferentes aspectos da cidade. As lives gravadas vão ao ar na segunda quinzena de março.

Nova fase

A estreia do projeto, neste formato, também marca uma nova fase na vida do artista e comunicador que coloca no mundo a Casa do Rio Filmes, sua produtora que desenvolve trabalhos voltados ao audiovisual, cultura e pesquisa, com foco nas histórias do povo amazônico e promove um mergulho em experiências turísticas e pesquisas sobre a cultura popular.

“Há alguns anos eu tenho direcionado meus trabalhos para um olhar mais afetuoso à nossa região. Casa do Rio remete à nossa gente, que vive ao longo dos territórios líquidos, que são as águas amazônicas”, comenta Juraci.

Além do Casa em Cena, a Casa do Rio Filmes assina a produção do Seminário e Pesquisa “Flor do Maracujá, o Saber Popular no Coração do Porto-velhense”; o curta de animação “Nazaré, do Verde ao Barro”; o livro digital “Pele de Rio”; e os documentários “Soldados da Borracha” e “O Condutor e a Litorina” para o Sesc Rondônia.

Para este ano, está programada a estreia de uma série sobre mais de 30 pontos turísticos de Porto Velho, produzido para a prefeitura do municipio; o espetáculo “O Menino e o Rio”, em parceria com a Souflé de Bodó Company de Manaus (AM), com direção de Francis Madson; e o festival Águas que Me Tocam”.

*Com informações da assessoria

Edição Web: Bruna Oliveira

Fotos: Rafael Oliveira

Leia mais:

Passo a Paço deve acontecer em setembro, diz Prefeitura de Manaus

Exposição “Amazônia Viva” encerra em Manaus

Mestres da cultura contam as contribuições para o Festival de Parintins

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.