×
Campeãs

Irmãs indígenas conquistam ouro na Copa América de Jiu-Jitsu Esportivo

As irmãs indígenas ganham destaque nos eventos em que participam

Manaus (AM)- As irmãs indígenas da etnia Kokama, Ana Isabel, de 8 anos, e Ana Izabele, 10, tornaram-se destaque ao conquistar medalha de ouro na categoria Mirim da Copa América de Jiu-Jitsu.

A competição foi realizada no último sábado (19), na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, localizada na avenida Constantino Nery, s/nº, Flores, zona centro-sul de Manaus.

Elas receberam apoio do Governo do Amazonas, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI).

Para o diretor-presidente da FEI, Zenilton Mura, a conquista das irmãs Kokama evidencia a importância da trajetória das lutadoras.

Mais uma vez assistimos a que, com o esforço, persistência e apoio, impulsionamos o êxito nas buscas por destaques da nossa cultura a cada ano. É com muita alegria e satisfação que assistimos a mais uma vitória delas por conseguir realizar mais um sonho e espalhar a imagem dos povos indígenas

Em 2021, Ana Isabel, juntamente com a irmã, Ana Izabele, ganharam o primeiro lugar para as categorias Mirim e Juvenil e, neste ano, as irmãs repetem a conquista por suas medalhas de ouro.

Lutadoras

Treinadas desde os 3 e 5 anos de idade, respectivamente, elas ganham destaque nos eventos em que participam por seu desempenho. Nesta disputa, Ana Isabel se destacou como a melhor atleta de 2021 na sua categoria.

Para a mãe, Kamila Mafra, a persistência das filhas demonstra o quão empenhadas elas são para vencerem suas próprias batalhas.

“Elas estiveram aqui hoje e enfrentaram de frente mais um campeonato juntas. Ambas levaram ouro, e mais uma vez Isabel alcançou um saldo mais que positivo por sua excelente prática no esporte. Estou feliz por minhas meninas estarem competindo após passarem um ano sem disputarem por conta da pandemia de Covid-19”, disse.

*Com informações da assessoria

Fotos: Divulgação/FEI

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia mais:

Bairros de Manaus ganham 10 escolinhas de futvôlei

Atletas desistem de competições e priorizam saúde mental

Esporte do Amazonas ganha investimento de R$ 700 mil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.