Amazonas apresenta redução na taxa de homicídios no primeiro semestre de 2022, diz MJSP

Foto: divulgação

Manaus (AM) – Segundo dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), o Amazonas registrou uma redução de 3,9% na taxa de homicídios no primeiro semestre de 2022, em comparação ao mesmo período de 2021.

De acordo com os dados do MJSP, em 2021 foram registrados 664 homicídios no estado. Já em 2022, este número chegou a 638. O coordenador do Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), major Rouget Britto, explicou que a taxa de redução de homicídios no Amazonas foi maior do que a taxa de redução em toda a região norte do Brasil.

“Esta é uma redução da taxa que trabalha o número absoluto e o número por população de 100 mil habitantes. O Amazonas reduziu, em uma média proporcional, mais do que toda a região norte e o nível de redução seguiu a média do país, o que é muito significativo. O Amazonas reduziu 4% no arredondado, que é até onde o levantamento do MJSP levou em consideração”

, completou o coordenador.

Grupos vulneráveis

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), o Amazonas registrou uma redução de 3,9% na taxa de homicídios no primeiro semestre de 2022, em comparação ao mesmo período de 2021; 21% das mortes por intervenção de agente do Estado; 40% dos feminicídios e 21% dos homicídios tendo mulheres como vítimas. São grupos mais vulneráveis, que registram redução mês a mês.

Força tarefa

Em abril deste ano, a SSP-AM, criou a força tarefa de enfrentamento de homicídios, visando integrar as ações das forças de segurança para atuação ostensiva de tropas especializadas com o objetivo de combater homicídios na capital e no interior.
Coordenada pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, general Carlos Alberto Mansur, a força tarefa é realizada diariamente e define locais de atuação das forças de segurança de acordo com os índices criminais.

*Com informações da assessoria

Leia mais:

Com Lula e Wilson Lima definidos, amazonenses citam educação e segurança pública como focos

Mulher tenta entrar em presídio de segurança máxima com droga no ânus

Segurança de Carla Zambelli é preso após atirar durante perseguição em São Paulo